Artigos

amor

Esta tag está associada a 3 posts

Renúncia emocional

a emoção é a cola que apega você às suas velhas crenças e expectativas e você pode renunciar a elas e a qualquer situação, a qualquer momento. esteja certo de que você vai sobreviver a qualquer emoção!

na verdade, o que você acreditar que seja medo de mais ou rejeição de mais já aconteceu. como assim??

é o seguinte: existe uma lei no universo infinito do nosso inconsciente que faz com o que você evite, sempre volte. e que quanto mais você evita, mais forte é o retorno. a recusa em encarar este fato [que se evita] faz com que haja muito sofrimento desnecessário. [porque ele não passa, retorna sempre e sempre!] você fica emocionalmente preso a uma reação, a um padrão, e o resultado é sempre o mesmo.

neste sentido, o que devemos fazer ao invés de resistir a qualquer emoção é entrar nela completamente, abraçá-la e enxergar através de sua resitência!

emoções dolorosas não retornam por motivos externos, retornam porque fazem parte de você. você as criou antes de afastá-las!!

cada emoção que você experimenta é sua e a causa para cada uma delas vem de dentro de você!

espiritualmente, você é o criador de sua própria realidade. e isso é um pre.sen.te!

se essa emoção dolorosa surgir novamente, pergunte a ela a que veio e o que tem a dizer a você. diga que quer conhecê-la bem de perto. a medida que você vai dominando a arte da renúncia com paciência, dedicação e amor a sua realidade vai se transformando porque ela não tem escolha.

as coisas do lado de fora são espelho das coisas daqui de dentro.

vivendo o processo da renúncia você perde muitas coisas do passado, mas encontra a si mesmo. neste momento, você será, então, uma personalidade permanente, enraizada na consciência e na criatividade. uma vez que você tenha captado isso, terá captado o mundo!!

e assim é com o amor que você busca. ele também o procura agora.

seus anseios, suas profundas fantasias sobre ser amado são meras sombras da Sua doçura. esse amor existe em você. seja honesto sobre sua busca e esteja alerta para os momentos em que ele se mostra pra você. só você mesmo pode criar obstáculos para o amor!

as mensagens de amor podem não estar claras para todos ao seu redor, até mesmo para aqueles mais íntimos. mas isso não importa pois elas foram feitas só para você. tenha certeza disso e continue indo atrás das pistas.

— inspirado em o caminho para o amor, de deepak chopra
Anúncios

Ousar

ouse viver

“O caminho da covardia consiste em nos embutirmos num casulo, dentro do qual, perpetuamos nossos processos habituais. Reproduzindo constantemente nossos padrões básicos de conduta e pensamento, jamais nos sentindo obrigados a dar um salto ao ar livre ou em direção a um novo campo. O desafio da condição de guerreiro consiste em sair do casulo, sair para o espaço, sendo ao mesmo tempo valente e sensível.”

(Chogyam Trungpa – Shambhala: A Trilha Sagrada do Guerreiro).

 ouse amar

“a partir do momento que acreditamos que vamos amar, percebemos o medo que há nisso e nos defendemos. por medo. o medo de se deixar tomar por um sentimento de amor e de confiança. sentimos tanta falta de experimentar um pouco de amor que nos defendemos e atacamos. aceite o seu coração, respeite-o, confie nele, não lhe tenha medo. se o seu coração morreu, ressucite-o. bata em todas as portas e uma se abrirá; peça e lhe será dado; procure e achará. uma pequena possibilidade lhe é dada de abrir o seu coração para algumas influências, de não ter mais vergonha, de não mais imitar os modos emocionais. e mesmo que, no começo, você se sinta sozinho neste mundo de desprezo e cinismo, ouse reencontrar a riqueza do coração, o dom das lágrimas. ouse alçar-se acima de si mesmo por uma verdadeira emoção. é verdade que ela não vai durar. mas, por essas grandes emoções adicionadas pouco a pouco, algo se cristalizará em você, até que você fique definitivamente estabelecido na reunificação e na reconciliação.”
arnaud desjardins

 nunca deixe de ousar!

Ouse abrir o coração para realidades mais altas… Você só pode sentir-se viver através do coração. Emocione-se. A emoção é matéria-prima do sentimento e dos estados superiores de consciência. Tenha emoções verdadeiras, de que não sinta vergonha, nas quais você fique unificado, que mexam com a sua pessoa, que o empurrem para frente, que o reanimem, que o façam viver. Chore. Consiga chorar sem recusa, sem revolta, sem ficar dividido, em conflito. Ouse chorar lágrimas que o purifiquem. Desejo-lhes muitas emoções verdadeiras, grandes emoções, belas emoções, e eu as desejo a você do fundo do meu coração.

.:LoKa SaMaSTa SuKiNo BaVanTu:.
.:que todos os seres, de todos os mundos, sejam felizes:.

amor: eros, storgé, philos e agapé

Intuitivamente achei que houvesse uma explicação para cada forma de amar. sou geminiana e naturalmente apaixonada, então o amor esteve sempre muito presente na minha vida. observar a maneira como o amor se expressa, ou como as pessoas expressam seu amor [claro, que muitas vezes embolada em alguma situação em particular] me levou a acreditar na existência de mais de um tipo de amor, afinal, não é possível que Jesus Cristo fale há tanto tempo em amor – ” ame a seu próximo como a si mesmo”, ” ame os seus inimigos” – e até hoje não tenhamos conseguido chegar lá! só podemos estar pegando um caminho diferente…

numa das minhas leituras encontrei uma coisa que me chamou a atenção. se você não sabe o que busca, muito provavelmente não tem chance de encontrar, de forma que, talvez seja melhor saber que tipo de amor esteja buscando.

para iniciarmos um entendimento a respeito do amor é preciso que o desdobremos em quatro palavrinhas de origem grega. isso, até onde eu pude entender, é claro!
o novo testamento foi escrito originalemente em grego. para os gregos existem quatro palavras diferentes para descrever amor: eros, storgé, philos e agapé. eros, da qual deriva erótico, significa sentimento baseado em atração sexual e desejo ardente. storgé, que quer dizer afeição, representa o sentimento especialmente que nutrimos pela família e amigos mais próximos, aquela outra família. o fato é que nem eros, nem storgé aparecem no novo testamento. a outra palavra é philos, um sentimento de fraternidade, que aparece quando temos um amor recíproco, um amor condicional, quando você ama por ser amado, quando você retribui quando alguém o faz sentir especial. a última palavrinha é agapé que os gregos empregavam para descrever um amor incondicional, baseado no comportamento que temos em relação às pessoas, sem que haja uma necessidade de troca.
percebe? não existe em agapé um sentimento e sim um comportamento.
o amor ao qual Jesus se refere é agapé. um comportamento amoroso que devemos ter com as outras pessoas, independente de que elas tenham conosco ou não.
daí, então, leve para a prática diária: quando aquele carinha quiser “aquilo” e falar que te ama, não escute amor, e sim eros e poupe-se da ilusão! quando seu chefe te encher os pacová pratique agapé com ele e livre-se de uma demissão!
depois, quando eu falo que falo grego e por isso ninguém me entende, as pessoas acham que estou brincando…
Este artigo foi publicado originalmente em meu blog em 15.07.09.
%d blogueiros gostam disto: