Introdução ao Ayurveda

Ayurveda é o sistema médico desenvolvido na Índia há mais de 5 mil anos, sendo o mais antigo e completo sistema holístico que a humanidade conhece. É hoje aceite que a Ayurveda é a origem da medicina moderna, cujos princípios teóricos e aplicação prática formaram as bases para o desenvolvimento da medicina chinesa, árabe, romana e grega.

A Ayurveda é a ciência que engloba toda a existência do indivíduo e do universo através de uma abordagem holística promovendo a interação constante entre o corpo, mente, sentidos e espírito, bem como entre todos os aspectos práticos da vida: relações sociais, meio ambiente, estilo de vida, profissão, etc.

As orientações para a saúde promovem uma interatividade entre a nutrição, exercício, rotina diária, descanso, meditação, utilização de fitoterápicos, processos de limpeza e rejuvenescimento do corpo, mente e espírito. A Ayurveda responde integralmente ao indivíduo que necessita de um acompanhamento físico, mental ou espiritual, com recomendações únicas e específicas para cada um.

A sua filosofia baseia-se na teoria dos cinco elementos, os Pancha Mahabhutas, elementos que formam toda a manifestação material do universo. São eles éter, ar, fogo, água e terra. Toda a matéria que existe no universo provém destes 5 elementos, inclusive o corpo humano.

Para a Ayurveda, cada pessoa tem um padrão de energia particular, uma combinação única de características físicas e mentais na sua constituição (Pakruti), que foi determinada na concepção através de um determinado número de factores e é o mesmo durante toda a vida.

Inúmeros fatores internos e externos, influenciam este equilíbrio em nosso corpo e mente e refletem-se com alterações à constituição original, originando geralmente um estado de desequilíbrio (Vikruti). Alguns destes factores são: o estado emocional, regime alimentar, estações do ano, clima, traumas físicos, trabalho e relações de toda a ordem.

Uma vez conhecidos estes fatores como causas de desequilíbrio, podem-se tomar as medidas necessárias para anular ou minimizar os seus efeitos, eliminar as causa e restabelecer a harmonia da constituição original.

A Ayurveda identifica três biotipos que estão presentes em todas as pessoas, conhecidos como os Doshas: Vata, Pitta e Kapha. A palavra Dosha, significa em sânscrito “defeito”. É necessária energia que crie movimento para que os fluidos vitais cheguem às células e façam o organismo cumprir as suas funções. É ainda necessária energia para metabolizar os nutrientes e nutrir as células. Vata é a energia do movimento, Pitta a energia da digestão e Kapha a energia da lubrificação e estrutura.

Ninguém é exclusivamente determinado por um Dosha. O que acontece é que um ou mais Doshas são predominantes em relação aos outros. A causa da doença na Ayurveda é vista como a falta de um funcionamento celular correcto devido ao excesso ou deficiência de Vata, Pitta ou Kapha e a acumulação de toxinas (Ama). Na Ayurveda, corpo, mente e consciência trabalham indissociavelmente juntos de forma a manterem este equilíbrio.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: