Manual de instruções para o bem viver: a rotina diária

A Rotina Diária

O equilíbrio dos doshas funciona como uma ciranda. Quando um está fora do ritmo toda a roda fica sem harmonia!

Ayurveda ensina que cada indivíduo tem o poder de se curar, portanto, essa ciência de vida oferece a todos a liberdade para recobrar a saúde através da compreensão do corpo e de suas necessidades.

A rotina diária inclui os deve/não-deve o tempo todo, desde o despertar até o adormecer.

A rotina matinal te ajuda no preparo de um novo dia, limpando o corpo e purificando o organismo. Logo cedo, pela manhã, devem ser eliminados todos os excretas – urina, fezes, suor, sujeira nos órgãos dos sentidos e excreções mentais como emoções, obsessões, ilusões – antes que novos “alimentos” sejam somados.

Para um processo satisfatório, na rotina ayurvédica recomenda-se:

    • Acordar cedo – entre 6hs e 8hs – ideal ao nascer do sol;
    • Demonstrar gratidão pela vida – sua conexão com o sagrado – oração ou prece (gera bem-estar e felicidade que te acompanharão por todo o dia);
    • Beber um copo de água em jejum – podendo ser morna, ainda melhor;
    • Escovar os dentes e a língua – remover ama;
    • Meditar – é nesta prática que se remove a “sugeira nos órgãos dos sentidos e das emoções” – alivia o stress, traz tranqüilidade e paz. A meditação já tem benefícios comprovados cientificamente no auxílio e promoção da cura;
    • Após cada refeição permanecer em repouso por algum tempo e, depois, fazer uma leve caminhada;
    • Banho de água morna – mais quente pela manhã para quem é vata e kapha;
    • Massagear as plantas dos pés com óleo adequado antes de deitar – é uma forma de carinho por si mesmo e ajuda aos mais vata a encontrarem um sono profundo e reparador;
    • Deitar-se cedo, mas nunca no mínimo 3 horas antes do jantar – ideal, com o por do sol.

O meio ambiente e a fisiologia tem muitos ciclos naturais e ritmos que deveriam ser levados em conta em nossos padrões de viver.

A base da rotina diária em Ayurveda é o fato de que os doshas e suas funções estão mais estimulados em diferentes horários do dia.

O objetivo é adotar um comportamento específico quando o ritmo sua natureza favorecer àquela ou outra atividade, poupando energia do seu organismo e sobrecarga nos seus sistemas.

Mandala dos Doshas

Então, o enfoque é observar cuidadosamente os horários críticos dos doshas harmonizando-se com suas características fisiológicas:

Kapha – 6-10hs | 18-22hs – tendência ao peso – físico e lentidão mental

pela manhã – acordar antes do horário kapha, exercícios, café da manhã; (você combate o kapha)

à noite – jantar, caminhada leve, não estimular, dormir. (se entrega a ele!)

Pitta – 10-14hs | 22-2hs – incremento da força digestiva durante o dia e limpeza metabólica à noite

pela manhã – refeição reforçada as 12:30hs; (você aproveita ajuda do pitta – agni)

à noite – dormir em torno de 22hs para favorecer a limpeza de impurezas e toxinas do organismo – remover ama

Vata – 2-6hs | 14-18hs – tendência a agilidade mental durante o dia e à noite e possivelmente fadiga à tarde

pela manhã – acordar e meditar;

à noite – meditar

Desconsiderar estas leis é favorecer à doença!

 Harmonizar-se com elas é proporcionar ao corpo – abrigo do espírito – que possa manifestar a plenitude de seu poder, inclusive no auxílio do processo de crescimento, evolução  e auto-cura.

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: